Enraizado na sarjeta

21742_373649282820046_5104485404034060170_n

Era tarde demais
Quando percebeu que ainda era cedo
Não dava para voltar atrás
A linha do encanto não tinha mais conserto

Quantos momentos e perdões
Foram dispensados, mas você não viu
Murou-se com sua arrogância
Então um dia sem esperar seu muro ruiu

Então uma personalidade perdida
Em meio a uma floresta de gente
Sozinha em meio à multidão
Só as costas é o que te dão de presente

Não adianta ajudar
Quem não se move para ser ajudado
Não adianta tentar levantar
Quem se acostumou a ficar deitado

Procurando piedade alheia
Procurando compaixão e mimação
O intuito é apenas ser mais um coitado
Que se acomodou com sua situação

De merda

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s